Em jogo com árbitro de vídeo, Sport bate o Salgueiro e é campeão pernambucano

Vanderlei Luxemburgo sequer estava nos planos do Sport Recife quando o time apenas empatou o primeiro duelo da decisão do Campeonato Pernambucano, em 1 a 1, com o Salgueiro, na Ilha do Retiro, no longínquo 7 de maio. Nessa quarta, porém, foi sob o comando do experiente treinador que o rubro-negro foi ao estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, e venceu por 1 a 0, graças a gol de Everton Felipe.
A vitória garantiu a 41ª conquista estadual do Sport, que vinha de três empates no confronto direito com o rival dessa noite em 2017. Ao time do interior fica o gosto amargo pela chance desperdiçada de se tornar o primeiro clube de fora da capital a levantar o caneco.
O jogo
Apesar da necessidade do Sport em tomar a iniciativa, quem assustou primeiro foi o time da casa. Primeiro, em cobrança de falta de longa distância e depois aproveitando trapalhada do goleiro Magrão, que deixou a meta de forma equivocada e acabou abandonando o gol vazio. Sorte dele é que Durval chegou e cortou o cruzamento para a área.
Aos poucos, no entanto, o Sport foi encaixando seu jogo. Apesar de não exercer um domínio muito claro, a equipe de Luxemburgo passou a levar mais perigo ao goleiro Mondragon e conseguiu acertar seu sistema defensivo para evitar os contra-ataques dos mandantes.
Dessa forma, o Sport criou pelo menos quatro oportunidades para abrir o placar antes do intervalo. Everton Felipe isolou a primeira, André perdeu as duas melhores, de frente para o gol, e Rithely não alcançou um cruzamento de Everton Felipe por centímetros.
Veio o segundo tempo e, sem alterações nas escalações, as duas equipes continuaram concentrando muito o jogo no meio de campo, com o famoso ‘perde e ganha'. Pior para o Sport. Era o ritmo de jogo que agradava o Salgueiro.
O jogo só ganhou emoção aos 24 minutos. Cobrança de escanteio para o Salgueiro e gol. O árbitro Wilton Pereira Sampaio, no entanto, anulou a jogada inicialmente por entender que a bola fez a curva por fora da linha de fundo. Entrou em ação, então, Péricles Bassols, árbitro de vídeo, e Sampaio ainda foi rever o lance na TV. Após cinco minutos de espera, apesar de toda a pressão, a anulação do gol foi confirmada.
E quando a final entrou em seu momento crítico, o Sport foi fatal. Diego Souza só ajeitou, com o peito, lançamento vindo de Magrão e Everton Felipe não perdoou. Um golaço de fora da área.
A partir deste momento não teve mais jeito. O Sport abusou da experiência de seus jogadores e praticamente não aconteceu mais nenhum lance que merecesse destaque até o apito final. Sport campeão pernambucano de 2017.
Agora, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo volta sua atenção ao Campeonato Brasileiro. Domingo, às 16 horas, o time receberá o Atlético-PR na Ilha do Retiro. Já o Salgueiro, lanterna do grupo A na Série C, jogará no mesmo dia e horário, de novo em casa, mas diante do Confiança.
FICHA TÉCNICA:
SALGUEIRO 0 X 1 SPORT
Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro (PE)
Data: 28 de junho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Árbitro de vídeo: Péricles Bassols (PE)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos SP)
Cartões amarelos: SALGUEIRO: Rodolfo Potiguar, Jean Carlos, Daniel Nazaré. SPORT: Durval, Lenis, Fábio, André
GOL: SPORT: Everton Felipe, aos 36 minutos do 2T
SALGUEIRO: Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luís Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia e Toty; Jean Carlos (Dadá); Willian Lira e Álvaro
Técnico: Evandro Guimarães
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Raul Prata (Evandro); Rodrigo (Thallyson), Rithely, Everton Felipe e Diego Souza; Lenis (Leandro Pereira) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.