Náutico 0 x 0 Santa Cruz - Empate que não ajuda ninguém na Série B

Recife, PE, 15 (AFI) - Num clássico bastante equilibrado na tarde deste sábado, Náutico e Santa Cruz só empataram por 0 a 0, na Arena Pernambuco, em Recife (PE), pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado não foi bom para ninguém da dupla nordestina

A igualdade mantém o Santa Cruz distante do grupo dos quatro primeiros colocados. O time chegou aos 19 pontos e aparece na nona colocação. Lembrando que este foi o segundo jogo seguido sem vitória do Santa, que antes já havia empatado com o Luverdense, por 2 a 2, no Mato Grosso.
Já o Náutico segue o seu ‘calvário’ na competição. Com o empate, o time permanece na última colocação, com apenas sete pontos ganhos. São nove derrotas, quatro empates e apenas uma vitória em 14 jogos disputados.
EQUILÍBRIO
O clássico começou com os dois times tocando a bola e tentando encontrar espaços na defesa adversária. Tanto que o primeiro lance de perigo veio somente aos 20 minutos. Halef Pitbull ganhou no corpo a corpo com Breno e lançou Augusto. Ele ficou cara a cara com Tiago Cardoso, mas chutou por cima do travessão.
Com mais qualidade técnica, o Santa Cruz envolveu o Náutico e passou a criar novas oportunidades. Aos 25, João Paulo tocou de calcanhar para Gabriel Vellés, que chutou em cima do adversário e viu a bola sair pela linha de fundo. Na sequência, no escanteio, Jaime testou com perigo e quase marcou para o time Coral.
Nos minutos finais da primeira etapa o jogo ficou muito truncado e com lances desleais por parte dos dois times. No último lance de perigo dos 45 minutos iniciais, Augusto puxou contra-ataque e virou a bola para a direita. Pitbull cruzou na área para André Luís e ele finalizou em cima de Breno. No rebote, João Paulo isolou por cima do gol.
CLÁSSICO MOVIMENTADO
No segundo tempo o Santa Cruz seguiu melhor e logo aos dois minutos perdeu ótima chance. João Paulo cobrou falta pela esquerda, a bola passou por toda a área e Augusto, no reflexo, tocou para fora. O jogador Coral não esperava o ‘furo’ da defesa do Timbu.
O Náutico não se intimidou e também foi ao ataque para abrir o placar. Aos sete minutos, após confusão na área, Léo Carioca chutou rente a trave de Júlio César.
Depois, aos 11, Augusto bobeou na saída de bola e Erick puxou contra-ataque. Ele tocou para Sueliton, que dominou e caiu na área na disputa com Bruno Silva. O juiz nada marcou e mandou o jogo seguir.
O confronto ganhou mais velocidade. O Santa Cruz teve nova chance de marcar aos 16 minutos. André Luís ganhou dividida e invadiu a área. Porém, demorou a finalizar e foi desarmado por Breno. A torcida Coral ficou ‘louca’ com a demora do jogador em chutar para o gol. Poderia ter sido o primeiro na Arena Pernambuco.
Só que o Náutico precisava da vitória para respirar contra o rebaixamento. Passou a exigir atenção da zaga do Santa Cruz em cruzamentos. Aos 25, Diego Miranda recebeu cruzamento e cabeceou. Júlio César fez grande defesa e mandou para escanteio. Foi o lance mais perigoso do Timbu no Clássico das Emoções.
PRÓXIMOS JOGOS!
O Náutico volta a campo na próxima terça-feira para enfrentar o Paysandu, às 19h15, no Estádio Mangueirão, em Belém. Já o Santa Cruz recebe o Vila Nova, também na terça, mas às 20h30, no Estádio do Arruda, em Recife.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.