A sete rodadas do fim, Náutico pode superar pontuação do 1º turno contra o Juventude


Não foram poucas as vezes que o técnico Roberto Fernandes disse que o Náutico estava pagando o preço de um primeiro turno abaixo da média. O Timbu só conseguiu vencer pela primeira vez na 12ª rodada da Série B. E só venceu como mandante no último jogo do primeiro turno, já com Roberto no comando. O aproveitamento foi tão pífio que o rendimento da segunda metade pode superá-lo nesta terça-feira, quando o Timbu enfrenta o Juventude no Estádio Alfredo Jaconi, a sete rodadas do final da competição.
Em todo o primeiro turno da Série B, o Náutico só venceu três vezes. No segundo turno, já tem quatro vitórias. Na primeira metade do campeonato, o Timbu foi o pior, com apenas 14 pontos. Na segunda, já tem 13 pontos - faz a 15ª melhor campanha neste recorte.
- Sabemos que o primeiro turno não foi muito bom. Eu cheguei agora, mas estava acompanhando. O segundo turno foi melhor. Você vê aí que fizemos os três últimos jogos muito bem. O grupo se empenhou, correu bastante. Espero que a gente possa fazer os últimos sete jogos muito bem e que Deus nos abençoe - disse o atacante Dico.
O aproveitamento ainda é muito baixo para quem vislumbra escapar da Série C. O Timbu tem de vencer seis dos próximos sete jogos e ter um aproveitamento maior do que o líder Internacional (65,6%).
- Não digo que estamos "pagando", mas demoramos a acordar no campeonato. Quando a gente acordou, sabíamos das dificuldades como estamos enfrentando. Sabemos que temos mais sete jogos para buscar o resultado e livrar o Náutico - disse o volante Amaral.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.