Com grupo "fechado", Sport espera voltar a brigar na parte de cima da Série A


Engana-se quem pensa que a meta do Sport, nesta edição do Campeonato Brasileiro, é fugir da zona de rebaixamento. Em meio aos altos e baixos da competição, o grupo leonino "se fechou". E espera retomar o caminho que o levou, um dia, à zona de classificação da Libertadores. Para isso, os jogadores e o técnico Vanderlei Luxemburgo passaram por sérias conversas com intuito de manter o foco e mudar a postura. No momento, o objetivo é se afastar o máximo possível do Z-4, mas a Série A tem pela frente 10 rodadas, que alimentam o sonho de disputar a maior competição do continente, em 2018.
O Sport se encontra na 14ª colocação, com 34 pontos. A distância para a zona indesejada é de dois - e isso acende o alerta. Mas há um ponto a se destacar. Nas 28 rodadas realizadas até aqui, o Leão permaneceu mais tempo no G-6 (sete rodadas), do que no Z-4 (cinco). Acrescente à receita a união entre técnico e jogadores. É por aí que o grupo se apega em voos mais altos.
- A gente olha esse plantel e comissão, e isso passa a sensação de que podemos brigar por uma coisa boa. Nós sabemos que temos um time competitivo, que temos um grupo. Mas o campeonato brasileiro é um campeonato muito difícil, muito longo. Outro fator importante foi que o nosso grupo se fechou. Aconteceram situações complicadas, externas, e com isso a gente se fechou muito. E o técnico Vanderlei Luxemburgo se uniu a gente. Ele nos ajudou muito na parte mental, até porque ele conhece bem esse campeonato. A atitude mudou - afirmou o zagueiro Oswaldo Henríquez.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.