Precisando de aproveitamento de G4, time do Santa Cruz reúne motivos para acreditar


É difícil para a torcida acreditar. No time do Santa Cruz, no discurso dos jogadores. Que, ironicamente, falam em “acreditar”.  Na última quarta-feira, após mais uma frustração no Arruda, o empate em 2 a 2 contra o Oeste, o elenco coral se reapresentou insistindo que existe uma luz no fim do túnel. Que uma reação nas rodadas finais é possível para evitar a queda. Mesmo que isso represente, para um time que só venceu um dos últimos 15 jogos, obter um aproveitamento acima de 60% nas oito partidas que restam. 

Por todo esse contexto negativo, o convite para continuar acreditando sai pesado. Soa como exagero de torcedor otimista. Coincidentemente, o clamor pela crença na reação partiu de um atleta identificado com as cores do clube. Um tricolor assumido, condição reafirmada ontem. No caso, o lateral-direito Nininho, formado nas divisões de base Arruda.

“Eu falaria para o torcedor o que falamos para o grupo. Não desistir. Está difícil, mas a gente acredita e o torcedor pode nos ajudar nos apoiando. O nosso grupo está fechado para livrar o Santa Cruz desse rebaixamento e sei que no fim do ano iremos ver que esse esforço está valendo”, afirmou ele, minimizando que a pressão esteja atrapalhando o rendimento do time. “Já estou acostumado. Sou cria da base, sou torcedor do Santa Cruz. Se sentisse pressão não estaria ali dentro.”

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.