Sete em dez: Náutico inicia sprint final na Série B se apegando ao fator casa


ara se livrar de uma queda para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Náutico tem de vencer sete das próximas dez partidas restantes da Série B. O aproveitamento de 70% teria de ser superior até ao do líder Internacional (65,5%). Essas são as contas feitas no próprio Timbu, que mesmo vendo a missão se tornar mais complicada a cada rodada, se apega ao fator "casa" para fazer o que ninguém fez na história da segunda divisão: tirar uma diferença de 11 pontos para o primeiro time fora da zona do rebaixamento. O adversário deste sábado, às 19h, é o Guarani, mais uma vez no Estádio Lacerdão, na cidade de Caruaru.
Sob o comando de Roberto Fernandes, o Náutico fez quatro partidas como mandante. Venceu três e perdeu apenas uma, contra o líder Internacional. O último jogo no Estádio Lacerdão, palco do jogo deste sábado, foi contra o Boa Esporte-MG e o Timbu venceu por 2 a 0. É neste desempenho que o Alvirrubro confia.
- Seja na Arena ou em Caruaru, já há uma confiança de um bom resultado. Isso não tira as dificuldades porque não tivemos jogos fáceis. Nós precisamos manter esse trabalho. E se a gente confirmar esse resultado que interessa, precisamos fazer algo de diferente para vencer uma partida fora. - destacou o técnico Roberto Fernandes.
O meia Giovanni pediu para que a torcida acredite no desempenho do Náutico no segundo turno da Série B. E de fato, melhorou. No primeiro turno, o aproveitamento foi de 26%. Na segunda metade, até o momento, é de 33%. Entretanto essa melhora ainda não é suficiente para livrar o Timbu da queda.
- É para acreditar no nosso segundo turno. A gente vem bem dentro de casa. Eu quero pedir para eles acreditarem porque a gente ganha muito com a torcida dentro de campo. Espero que eles façam o que fizeram contra o Internacional e a gente também consiga fazer um bom trabalho para dar confiança ao torcedor também.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.