Destaques e decepções: confira avaliação e nota para os atletas do América em 2017

epois de excelente temporada, com o título da Série B e o retorno à Série A do Brasileiro, o América começa a planejar o time para 2018. Depois de renovar com o técnico Enderson Moreira, a nova diretoria americana tentará manter a base do time, como o goleiro João Ricardo e os zagueiros Rafael Lima e Messias, além de segurar alguns destaques que estavam emprestados por outros clubes, casos de Luan, Ruy e Giovanni. Se obtiver sucesso nessa empreitada, o Coelho passa a buscar nomes para reforçar a equipe. A equipe precisa, por exemplo, de laterais, meia-armador e centroavante. Veja abaixo como o Estado de Minas avalia a temporada dos jogadores alviverdes.

JOÃO RICARDO – Goleiro (52 jogos)
Nota 8
João Ricardo mostrou que segue no nível dos melhores goleiros do país. Com o time mais organizado e equilibrado em campo, ele teve consistência e brilhou nos poucos momentos em que foi exigido. Ídolo da torcida, o camisa 1 deu poucas chances ao reserva Fernando Leal. O titular só ficou fora de quatro partidas por causa de lesão no quadril.


FERNANDO LEAL – Goleiro (6 jogos)
Nota 7
Não teve tantas oportunidades, mas, nas seis vezes em que foi acionado na temporada – todas elas na Série B –, mostrou qualidade para manter o nível do titular. Com 36 anos, é o jogador mais velho do elenco. Ao lado de João Ricardo, é quem está há mais tempo no Lanna Drumond – os dois foram contratados em abril de 2014.


NORBERTO – Lateral-direito (24 jogos)
Nota 7
O lateral-direito chegou ao América para a disputa da Série B, depois que o clube perdeu os dois jogadores da posição que iniciaram a temporada – Auro e Alex Silva. Encaixou bem na equipe e se destacou, principalmente, no apoio ao ataque. Foi o líder de assistências do time na Segundona, com cinco passes para gols americanos.


RAFAEL LIMA – Zagueiro (53 jogos)
Nota 9
A vida do capitão americano mudou drasticamente de 2016 para 2017. Ele estava no grupo da Chapecoense e, por contusão, ficou de fora da delegação que foi vítima de acidente aéreo na Colômbia. No América, trouxe experiência e segurança à defesa. Jogador com maior número de jogos pelo clube nesta temporada, foi coroado com o gol do título alviverde na Série B.


MESSIAS – Zagueiro (47 jogos)
Nota 8
Com apenas 23 anos, Messias deixou para trás as dificuldades físicas de 2016 e foi um dos jogadores que mais evoluiu neste ano. Formado nas categorias de base do Lanna Drumond, o zagueiro se entendeu muito bem com Rafael Lima e não deu muitas chances aos experientes reservas Lima e Renato Justi. Tem ótima chegada ao ataque em bolas paradas.


GIOVANNI – Lateral-esquerdo (17 jogos)
Nota 7
O lateral-esquerdo foi contratado para a Série B, mas demorou para estrear. Com uma lesão no pé, Giovanni assumiu a titularidade na 15ª rodada, depois de contusão de Pará, e se firmou no time principal. Tem boa transição ao ataque, além de consistência defensiva, e fez dois gols importantes em vitórias sobre ABC e Figueirense – esse último o triunfo do acesso.


ERNANDES – Volante (45 jogos)
Nota 7
Polivalente, o volante também atuou improvisado na lateral-esquerda (função já desempenhada em diversas oportunidades) e mais adiantado, como um meia que chega para infiltrações ou finalizar de média distância. É seguro no sistema defensivo e dá boa dinâmica na saída de bola. Não renovou contrato.


JUNINHO – Volante (38 jogos)
Nota 7
Homem de confiança de Enderson Moreira, é titular incontestável para o treinador e chegou a ser improvisado na lateral-direita em algumas situações de necessidade. Tem excelente disciplina tática e chuta bem de média distância, mas se aventurou pouco ao ataque neste ano. Tem pouca criatividade na saída de bola, mas é consciente e não ‘inventa’.


ZÉ RICARDO – Volante (28 jogos)
Nota 7
Como Messias e Matheusinho já haviam sido utilizados na temporada passada, Zé Ricardo pode ser considerado a maior revelação alviverde em 2017. Com boa visão de jogo e criatividade na saída de bola, sem deixar de lado a aplicação defensiva, o volante conquistou vaga no time titular no início da Série B e só deixou a equipe por lesão. Deve crescer ainda mais na Série A.


RUY – Armador (24 jogos)
Nota 8
Ruy foi contratado para a disputa da Série B, mas foi utilizado já nas semifinais do Mineiro. Dá boa dinâmica ofensiva, sabe segurar a bola e acelerar o jogo quando preciso, além de ter bom chute de média e longa distâncias. Foi o terceiro artilheiro do time na Segundona. O América deve tentar a renovação de seu empréstimo com o Coritiba.


RENAN OLIVEIRA – Armador (44 jogos)
Nota 8
Pedido por Enderson Moreira, Renan Oliveira rescindiu seu contrato com o Atlético para acertar com o América. Os dois já haviam sido campeões da Série B com o Goiás, em 2012. Titular no primeiro semestre, revezou com Ruy os trabalhos no meio-campo alviverde e também teve boa chegada ao ataque – marcou sete gols na temporada.


GÉRSON MAGRÃO – Meia-armador/ala (35 jogos)
Nota 6
Gérson Magrão foi titular no primeiro semestre, mas perdeu espaço com o encaixe do time na Série B. Foi importante peça para dar experiência à equipe quando necessário – entrou em diversas oportunidades no segundo tempo de jogos difíceis – mas oscilou muito entre boas e más atuações.


MATHEUSINHO – Meia-atacante (31 jogos)
Nota 7
Matheusinho viveu uma temporada de altos e baixos, mas teve ótimo desempenho em sua maior sequência. Jovem de 19 anos, mostrou qualidade em 2016, mas caiu de rendimento com o time na Série A. Preservado, começou a atual temporada na reserva e foi trabalhado por Enderson Moreira para encontrar seu melhor nível. Teve grave lesão no joelho e deve voltar para o início do Brasileiro.


LUAN – Atacante (30 jogos)
Nota 9
Experiente e com passagens vitoriosas por Cruzeiro e Palmeiras, Luan estava emprestado ao RB Brasil e reencontrou sua melhor forma no América. Foi o vice artilheiro da equipe na Série B, com oito gols, e deu força ao estilo de jogo americano, com pressão ainda no campo de defesa adversário.


BILL – Atacante (30 jogos)
Nota 8
Sem muito espaço no Figueirense, o atacante também chegou para a disputa da Série B. Entendeu a proposta de jogo da comissão técnica e se sacrificou muito na primeira linha de marcação. Também por isso, demorou um pouco para engrenar o ritmo para balançar as redes. Ainda assim, terminou a Segundona como o artilheiro do Coelho, com nove gols anotados.


HUGO ALMEIDA (23 jogos)
Nota 5
Hugo Almeida foi o centroavante titular no primeiro semestre. Como atacante de área, não conseguiu mudar seu estilo de jogo e ter a movimentação almejada pela comissão técnica no sistema ofensivo e acabou perdendo espaço no time. Fez apenas 10 jogos na Série B (cinco como titular) e marcou um gol.


LIMA (6 jogos)
Nota 5
Com os titulares em excelente forma, não teve muitas oportunidades. Nas poucas vezes em que foi acionado, mostrou falta de ritmo.


CHRISTIAN (17 jogos)
Nota 6
Jovem promessa da base alviverde, foi elogiado em diversas oportunidades por Enderson Moreira. Sem espaço entre os titulares, é um curinga na manga do treinador americano e faz funções no meio e na lateral.


DAVID (13 jogos)
Nota 6
Saiu do Santa Cruz e chegou ao América para dar ainda mais experiência ao grupo alviverde. Com 35 anos, foi utilizado diversas vezes no segundo tempo de partidas ‘apertadas’.


FELIPE AMORIM (23 jogos)
Nota 6
O meia-atacante alternou entre a titularidade e a reserva no início da temporada. Depois, foi outro que perdeu espaço com o encaixe do time principal. Terminou o ano em alta, entrando nas últimas seis rodadas


HUGO CABRAL (20 jogos)
Nota 6
Atacante ‘de lado de campo’, alternou bons e maus momentos. Titular entre a 7ª e a 12ª rodadas, não rendeu o esperado e suas melhores atuações foram quando era acionado no segundo tempo.


MIKE (18 jogos)
Nota 5
Teve algumas oportunidades no time titular no primeiro semestre, mas não rendeu o esperado. Perdeu ainda mais espaço na disputa da Série B e pouco rendeu quando foi acionado.


EDNO (9 jogos)
Nota 6
Chegou ao América já na reta final da Série B. Mesmo com poucas oportunidades, demonstrou dinâmica parecida com a de Bill e conseguiu manter o nível de atuações do time titular.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.