Contra o Itabaiana, Náutico tenta diminuir histórico de vexames na Copa do Nordeste



Além da vaga na fase de grupos e de faturar uma cota de R$ 500 mil, o Náutico entra em campo no próximo sábado, diante do Itabaiana-SE, para tentar melhorar a sua imagem na Copa do Nordeste. Desde que a competição foi retomada em 2013, no formato atual, os alvirrubros acumulam um histórico vexatório na competição, sem nunca terem conseguido avançar às quartas de final do Regional.

Nesse período, o Timbu ainda conseguiu ficar de fora de duas edições do Nordestão. Ambas por não ter conseguido sua vaga via Estadual. Logo na edição de 2013, acabou limado da disputa após terminar o Campeonato Pernambucano do ano anterior na quarta colocação. Já em 2016, nova ausência após uma lastimável sexta colocação, o que representou a lanterna do hexagonal do título. Em todos esses anos, Pernambuco sempre teve direito a três vagas na Copa do NordeJá nos anos em que conseguiu disputar o Regional, o desempenho alvirrubro também não deixou de ser pífio. Em 2014, acabou em terceiro lugar, com seis pontos, no grupo que classificou Guarany de Sobral (líder com nove) e Sport (segundo com oito). O detalhe é que o Náutico teve a chance de eliminar o rival leonino em jogo na Arena de Pernambuco, mas acabou derrotado por 3 a 0, na partida que marcou a estreia do técnico Eduardo Baptista.


Em 2015 e 2017 novas decepções. No primeiro caso, o time não conseguiu terminar como um dos três melhores segundos colocados, ao somar apenas oito pontos, perdendo o primeiro lugar para o Salgueiro em um grupo que contava ainda com os modestos Moto Club e Piauí.


Já no ano passado, terminou mais uma vez na terceira colocação, com 10 pontos, atrás de Campinense (2º com 10) e Santa Cruz (líder com 11). Nem a goleada por 9 a 0 na última rodada sobre o lanterna Uniclinic, a maior da história da competição, minimizou o vexame.



No próximo sábado, só a vitória classifica o Náutico de forma direta para a fase de grupos do Nordestão. Um empate com gols dá a vaga para o Itabaiana, pelos critérios de gols fora de casa, enquanto um novo 0 a 0 (placar da ida) leva a decisão para os pênaltis.ste.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.