Desafiante de Cormier é liberado para lutar no UFC 220, mas ainda pode ser preso



Desafiante de Daniel Cormier pelo cinturão dos meio-pesados, Volkan Oezdemir está judicialmente liberado para competir no UFC 220, no dia 20 de janeiro, em Boston. O suíço compareceu ao Tribunal de Circuito Judiciário do Condado de Broward, na Flórida, nessa terça-feira, e se declarou inocente das acusações de agressão.

Continua depois da publicidade



O tribunal marcou o julgamento de Volkan Oezdemir para 22 de fevereiro e não estipulou restrições a viagens ou participação no UFC em Boston. No entanto, ele ainda pode ser condenado a cinco anos de prisão – pena máxima no estado da Flórida pelo crime de agressão.

Volkan Oezdemir foi preso em novembro do ano passado, acusado de ‘agressão grave’ a uma pessoa em um bar, segundo a polícia local. Ele pagou fiança de US$ 10 mil e foi liberado, mas negou ter agredido. A vítima, Kevin Cohen, ficou inconsciente durante 14 minutos por ter sido nocauteado pelo lutador e sofreu várias lacerações no rosto. Testemunhas confirmaram Oezdemir como agressor.

Volkan Oezdemir é o atual segundo colocado do ranking dos meio-pesados e recebeu o title shot depois de vitórias arrasadoras no UFC. Ele estreou na organização com triunfo por pontos sobre Ovince St-Preux. Na sequência, nocauteou Misha Cirkunov e Jimi Manuwa, ambos em menos de um minuto de luta. O ‘No Time’, como é apelidado, tem 15 triunfos e apenas um revés na carreira.

Já Daniel Cormier, de 38 anos, tem 19 vitórias em 20 combates no cartel. Esta será a primeira defesa de título de DC após a derrota para Jon Jones, em julho deste ano, no UFC 214. O norte-americano, no entanto, recuperou o posto de campeão da categoria até 93kg e teve o resultado negativo cancelado devido ao caso de doping do adversário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.