Mineira contratada pelo UFC em 2017 é suspensa pela USADA por doping

Contratada pelo Ultimate Fighting Championship para integrar o peso palha (52kg), Amanda Ribas só poderá estrear pela organização em junho de 2019. Nascida em Varginha, no Sul de Minas, a lutadora foi flagrada em exame antidoping surpresa, em 2017, e recebeu suspensão de dois anos da Agência Antidoping dos EUA, a USADA, parceira do UFC no controle ao uso de substâncias proibidas.
ContinuaAmanda Ribas, de 24 anos, estrearia no UFC diante de Juliana Lima, a Ju Thai, em duelo de mineiras que foi marcado para o TUF 25 Finale, em julho de 2017, na cidade de Las Vegas. Mas a lutadora de Varginha foi flagrada em exame antidoping realizado um mês antes do confronto, que acabou cancelado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.